Guitarra Jackson DK3: Dinky is back

De Accordo.it. A Dinky na verdade nunca saiu de cena, mas a série DK3 PRO devolve ao topo os recursos que tornaram a HSS famosa com o headstock mais pontudo do mundo. Três captadores Seymour Duncan e escala de raio composto fazem desta guitarra um verdadeiro carro de corrida.

As Dinky sempre foram guitarras extremas, mas essa reencarnação tem um caráter agressivo apenas no visual. O corpo deste “metal monster“, como descrito no site oficial, é feito de ash (freixo) e tem um acabamento natural que o deixa respirar, muito fino, o que destaca os veios da madeira.

O braço é parafusado com junta scarf joint de apenas três parafusos para garantir acessibilidade excepcional até o 24º traste. A escala de ébano tem um raio que varia entre 12 e 16 polegadas. Sob a escala de ébano encontramos um reforço de grafite e, no tróculo, a roda (trus rod) para ajuste facilitado do tensor.

Jackson DK3

Perfeitamente encaixados na madeira, encontramos um trio de pickups Seymour Duncan, mais precisamente um TB4 e dois SSL6.

A ponte é uma Floyd Rose, inevitável em tal tipo de instrumento. O sistema de travamento duplo é ajustado à perfeição, assim como a ação baixa, tudo pronto para o uso assim que a guitarra sai da caixa.

A Jackson DK3 é uma ferramenta que imediatamente deixa você à vontade. Leve e bem equilibrada, é facilmente apreciada por sua pega fina, mas com um perfil bastante arredondado. É para velocistas, mas possui bastante substância para colocar sob seus dedos.

O toque no ébano dá uma excelente sensação de suavidade e o raio composto combinado com a excelente regulagem de fábrica fazem da DK3 uma ferramenta poderosa. Excelente também é o acabamento do braço que deixa uma agradável sensação de madeira.

Esta Jackson é realmente um “monstro de metal” e não deixa dúvidas disso. Os três magnetos são fortes o suficiente para levar a cristalinidade do Fractal de timbre limpo para o terreno do crunch. Apesar do desejo de correr imediatamente para distorções exageradas, é precisamente no crunch, nos sons não muito distorcidos, que a DK3 surpreende.

Mesmo que a sua vocação seja o metal, quando você começa a tocar mais frases de fusion, fica imediatamente à vontade. Esta é a sua verdadeira alma. Entretanto, quando você deixa o single do braço e seleciona humbucker da ponte, a coisa fica muito mais calorosa.

Nós conhecemos o TB4 muito bem. Seu timbre tem saída moderada, mas é suficientemente forte para obter distorção, mesmo quando o botão de ganho está apenas um pouco além da metade. Com muita sustentação, é perfeito em solos e quando você precisa de notas infinitamente longas.

Com um preço que ronda os 800 Euros (na Europa), a Jackson DK3 Pro é um instrumento com todas as credenciais para ser colocada nas mãos de um profissional. Uma máquina de metal, que sabe disso mesmo quando não se move em territórios puramente metálicos.


Originalmente publicado no site Accordo.it – Traduzido e reproduzido por Musicosmos, com autorização.

Saiba mais de Accordo.it no canal do YouTubeFacebookTwitterInstagram Spotify.

Licença Creative Commons

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor escreva seu comentário!
Por favor insira seu nome aqui