Lua Cheia

Junto com Kadu e Valladão acabei conhecendo outras pessoas do universo musical da Pró Arte, como Armando Souza, hoje trabalhando como diretor musical de alguns programas da Globo. E Kadu me apresentou a Ricardinho Palmeira, irmão de Dé (ex-baixista do Barão Vermelho e que ainda nem ensaiava com o Barão ainda). Dé tocava muito bem e acabou me dando uma aula de baixo em sua casa (e ele era mais novo do que eu), onde todos nos encontrávamos.

Nessa parte da história acabei vendo outras bandas do Kadu e ficando amigo de todos ali. A casa do Ricardinho acabou sendo uma espécie de encontro da galera. E na casa do Kadu, ou na minha, ou na do Alonso, preparávamos o novo show, ao mesmo tempo em que escutamos a fita cassete do repertório que seria do primeiro LP do Barão Vermelho. Como éramos mais exigentes e gostávamos de música rock progressiva também (Yes, Floyd, etc), não gostamos daquele rock básico da fita cassete (rs).

Então bora ensaiar o novo show.

Eu e Alonso cuidamos da parte operacional dos cartazes, ingressos, etc. E fomos todos lá no Planetário pra marcar o show no Anfiteatro aberto, numa concha acústica, onde assistíamos a grandes shows, como Pepeu, 14 Bis, etc. Era lá e também o Teatro Ipanema os locais da época. Além do Canecão.

Não conseguimos o anfiteatro, mas um espaço menor, fechado, embaixo. Um teatrinho muito bonito, que cabia umas 300 pessoas. Lotamos o teatro. Familiares, amigos e amigos de amigos, assistiram um grande show que fizemos. Tocamos muito bem e ali, a lua sorriu pra nós, seja de signos fôssemos.

Rodrigo-Santos
Rodrigo Santos

Há 36 anos contando a história do pop rock nacional, o baixista e vocalista Rodrigo Santos foi durante 26 anos artista do Barão Vermelho (1991/2017) e também tocou com Lobão, Kid Abelha, Leo Jaime, Miquinhos Amestrados, Os Britos, Blitz e Moska.

Santos está em carreira solo há 11 anos, tendo lançado durante esse tempo solo 7 CDs (6 autorais), 2 DVDs e 1 livro – sua biografia, escrita em parceria com o jornalista Ricardo Puggiali. Na biografia, Santos – além de sua história musical – conta como largou álcool e drogas em 2005 e se tornou coordenador numa clínica entre 2006 e 2009, além de fazer palestras/shows em escolas e faculdades.

Hoje em dia, além de fazer 15 shows solo por mês do DVD "A Festa Rock" e estar lançado seu oitavo disco solo "Desacelerando ( canções simples de uma noite fria)" que já está nas rádios e plataformas digitais, Rodrigo montou outra banda, com o guitarrista inglês Andy Summers (The Police) e o baterista João Barone (Paralamas), chamada Call The Police. Estão rodando o mundo com a tour e Rodrigo canta e toca o baixo em todo o show, com repertório do The Police. Santos também está cantando junto de Leila Pinheiro e Roberto Menescal na tour "Faz Parte do Meu Show - Cazuza em Bossa Nova".  Rodrigo Santos se apresentou solo com muito sucesso nas 4 ultimas edições do Rock In Rio (2011/2013/2015/2017) . Além de ter tocado com Barão na edição de 2001 e com Lobão em 91.

www.rodrigosantos.com.br

1 COMENTÁRIO

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor escreva seu comentário!
Por favor insira seu nome aqui