Tratamento acústico para estúdio caseiro

Como obter o melhor som em salas que não foram feitas para soar bem

estudio-de-ravacao-com-tratamento-acustico

[De Bill Stunt, para Músico Pro] Embora este artigo seja sobre tratamento acústico para home studio, eu gostaria de destacar que tive a incrível sorte de ser engenheiro e produtor em muitas gravações feitas em estúdios de gravação muito bons.

Estas eram instalações lindamente calibradas, cuidadosamente projetadas e construídas para reduzir as anomalias acústicas que podem afetar negativamente a qualidade do som captado. Eu também tive o prazer de trabalhar em gravações ao vivo em salas de concertos incríveis e espaços de performance que possuem propriedades acústicas únicas e musicalmente encantadoras.

Dito isso, a maior parte da minha experiência de gravação ocorreu em ambientes de gravação menos privilegiados ou em locais que, na melhor das hipóteses, foram minimamente adaptados com tratamento acústico para a música ao vivo. Em outras palavras, eu tive que gravar em muitas salas realmente desagradáveis.

A realidade

Todos sabemos que a disponibilidade de equipamentos de gravação baratos e de boa qualidade realmente democratizou a indústria de gravação musical. Grandes gravações estão sendo feitas em todos os espaços imagináveis. Possivelmente você pode ter feito gravações em uma garagem, porão, quarto, igreja, escola ou em uma sala vazia nos fundos de um negócio.

Mas… você contratou um profissional para entrar e ajustar esse espaço para um desempenho acústico ideal?

Embora essa democratização seja algo maravilhoso, ela nos obriga a assumir o papel de “engenheiro acústico” uma hora ou outra. Eu coloco isso entre aspas, já que um engenheiro formado em acústica é uma pessoa altamente treinada com um ouvido infalível para todos os tipos de problemas sonoros assustadores. Flutter, cancelamento de fase, ondas estacionárias, comb filtering, etc… É uma lista longa e pode ser intimidante para pessoas comuns que só querem saber como aproveitar ao máximo o espaço que está disponível.

Soluções de tratamento acústico para home studio

Embora não possamos ser todos engenheiros acústicos, há muitas coisas que podemos fazer para identificar e melhorar coisas que são audivelmente ruins em nossos espaços de gravação caseiros. O mesmo acontece quando se trabalha em um local qualquer fazendo uma gravação ao vivo.

O que entre, o que sai

A primeira coisa a fazer ao configurar uma gravação em um espaço em particular é entender o espaço. Obviamente, você deve entender como a sala funciona acusticamente, mas você deve primeiro entender as características de isolamento acústico da sala. O isolamento vai nos dois sentidos: você deve se preocupar com os sons que entram no espaço (críticos para a sua gravação) e os sons que saem do espaço (crítico para os seus vizinhos). Felizmente, as opções para lidar com os dois são quase iguais.

É um bairro barulhento? Perto de uma escola, talvez, a hora do almoço pode ser ensurdecedora ou então há muito barulho de trânsito? Quão perto é uma rota de voo para o aeroporto? Existem outros ocupantes no edifício que podem não gostar do barulho?

Truques

Eu tenho alguns truques que uso quase imediatamente ao perceber se o ruído de entrada ou saída é um fator importante. Se as janelas do lugar são pequenas, como na maioria dos porões, eu preencherei os caixilhos das janelas com materiais que absorvem o som, como espuma ou travesseiros. Janelas maiores podem ser cobertas com cortinas e cobertores pesados.

[O ideal é a colocação de objetos grandes e pesados para “vedar” as janelas, como estantes de madeira, visto que a “massa” é o que confere isolamento acústico. Como fatalmente restarão frestas, as espumas e cortinas podem ser usadas para preencher e fechar estes espaços – não se deve esquecer de permitir a renovação do ar interno regularmente e manter equipamentos de ar condicionado desobstruídos.]

Vou procurar por qualquer local que possa ser usado como uma improvisada sala de bateria ou de amplificador. Um pouco de isolamento extra, combinado com o uso de um simples dispositivo de desacoplamento para uma fonte barulhenta, como um amplificador de guitarra, reduzirá o ruído que escapa do edifício. Também lhe dará um pouco mais de isolamento entre os instrumentos e as vozes enquanto grava várias fontes. Armários, quartos e até banheiros podem ser adaptados para este propósito.

Separar os amplificadores da estrutura

Mencionei o desacoplamento dos amplificadores de guitarra dos elementos estruturais do edifício (piso e paredes) para ajudar a mitigar o ruído. Eu costumava colocar os amplificadores de guitarra sobre cadeiras ou bancos, como mostrado na Figura 1. Ultimamente, no entanto, tenho usado “macarrões” flutuantes desses de piscina para ajudar a desacoplar o amplificador do chão. Eles são baratos, leves e funcionam muito bem.

amplificador-de-guitarra-sobre-uma-cadeira-acolchoada
Figura 1

Você também deve fazer o mesmo com outras fontes sonoras. Os alto-falantes e as baterias a todo volume podem fazer as coisas vibrarem pelos pisos e paredes. Se houver caixas ou monitores barulhentos, colocar algumas almofadas de espuma por baixo ajudará um pouco. As baterias são um pouco mais complicadas, mas qualquer elevação (junto com alguns tapetes) ajudará.

Se você usar uma sala isolada, lembre-se de abrir a porta entre as tomadas. Como os armários não são tão bem ventilados, você quer que seu amplificador valvulado esfrie… e isso também pode ser bom para os bateristas!

Maneiras de lidar com o ruído além do tratamento acústico

Outra maneira rápida e barata de lidar com o ruído de dentro e de fora é ter um pouco de criatividade na organização. Você pode ter que gravar durante o dia enquanto os vizinhos estão no trabalho. Você pode gravar fontes silenciosas ou overdubs de microfone somente à noite, após o tráfego ter se acalmado. Você pode programar faixas de música alta durante o dia, pois o volume do que você grava irá cobrir completamente o ruído externo.

O local também pode ter fontes de ruído originadas no interior que devem ser identificadas e tratadas; unidades de ar condicionado e fornos, saídas de ar mal ajustadas, equipamentos mecânicos barulhentos, etc. Os sons do movimento do ar são geralmente escondidos por fontes musicais barulhentas e não são um grande problema.

Gravação de música menos barulhenta

Para música mais calma, você deve colocar o microfone o mais longe possível das aberturas (portas e janelas). A escolha do microfone também é um fator, falarei mais sobre isso em um outro momento.

Eu sempre procuro por interruptores on/off de qualquer coisa, como equipamentos de climatização ou dispositivos mecânicos como bombas. (Meu próprio home studio fica em uma propriedade com um poço, e a bomba d’água é um problema). Eu desligarei fisicamente esses sistemas e dispositivos enquanto estiver gravando passagens silenciosas ou fazendo gravação de vocal. É um pouco chato, mas os resultados valem a pena.

A sala e a voz falada

Tendo o máximo de controle possível sobre as restrições de isolamento, você deve começar a obter uma imagem de como você irá soar acusticamente. Não é difícil fazer algumas observações acústicas muito inteligentes sobre a acústica de uma sala, simplesmente andando e falando. Sério! A fala humana é composta principalmente de frequências médias, e assim também é a música. Se a fala soar completa e inteligível, é muito provável que a música também seja. Falar não mostrará nenhum problema sério na extremidade superior ou inferior do espectro de frequência… mas, se soar bem, dará uma sensação geral de que a sala é viável com algum tratamento acústico.

Seu ouvido

O ouvido humano tem uma grande capacidade de compensar. Se o som é bom no geral, nossos cérebros preencherão as frequências ausentes e atenuarão aqueles que estão exagerados, dentro dos limites. A sala e a gravação subsequente não precisam ser perfeitas para serem aceitáveis, até mesmo boas. Dito isso, você deve fazer todo o possível para torná-las o melhor possível, levando em consideração as restrições de tempo e orçamento, o que influenciará muito no tratamento acústico do home studio.

Você realmente precisa ouvir o espaço. Quando eu trabalho em um espaço de gravação pela primeira vez, eu ando pela sala de ponta a ponta, alternadamente batendo palmas e cantando em voz baixa e alta. Tento ouvir a qualidade reflexiva, a reverberação natural da sala e a maneira como ela varia em toda a sala.

Tomando nota

A maioria das salas será mais viva em algumas áreas do que em outras. Tome nota e use a área apropriada para o resultado sonoro que você está tentando obter.

Na minha opinião, o ambiente natural é algo bom. Eu gosto de um som de bateria “ao vivo” na maioria das vezes. Eu também acredito que tanto o violão quanto a guitarra elétrica combinam melhor se houver alguns reflexos naturais aparentes na mix… exceto quando uma música muito íntima se beneficia de uma acústica muito próxima e seca. O segredo é saber o que você está procurando e que parte da sala oferece a melhor oportunidade para alcançar.

Se a sala estiver cheia de móveis, não haverá muitos reflexos sonoros aparentes. Na verdade, uma sala cheia de móveis é muito mais provável que seja um espaço decente para gravar e ouvir sem muito tratamento acústico.

Melhorando seu ambiente de gravação caseira

“Decente” não deve ser o objetivo, no entanto. Você pode melhorar a sala como um local de gravação movendo os móveis para fora ou pelo menos para os cantos. Enrole os tapetes, se possível. A sala vai soar mais viva, pois há menos material absorvente ao redor. As paredes, pisos e janelas mais duras permitirão que os instrumentos sejam gravados com uma boa técnica de microfone.

Às vezes, uma sala é viva demais ou a reverberação natural é comprometida por frequências exageradas ou ecos entre as superfícies refletivas. Isto não é bom; será necessário cobrir uma ou mais dessas superfícies. Mais uma vez, qualquer coisa macia e densa é o ideal. Sacos de dormir, mantas, mantas de embalagem… esse tipo de coisa, pendurada nas paredes ou janelas, ajudará a reduzir a reverberação desagradável na sala. Trazer de volta alguns ou todos os tapetes. Mais uma vez, use seus ouvidos. Você não precisa entender completamente a ciência para ser capaz de reconhecer quando algo não está certo.

Reconhecendo problemas acústicos potenciais

Ao fazer meu teste auditivo inicial em um novo ambiente, também presto atenção à forma da sala e qualquer elemento estrutural que conheço por experiência que pode ser uma fonte de problema acústico. Qualquer estrutura côncava, como janelas ou recortes na parede, deve ser levada em conta, e um microfone não deve ser colocado perto deles. Esta forma tende a focalizar o som de maneira desagradável.

Fique longe dos cantos da sala. Estar perto demais de uma parede é sempre algo que deve ser evitado. As frequências baixas serão exacerbadas à medida que refletem da parede atrás da fonte. Isso coloca a onda refletida em competição com o som direto. As quinas exageram esse efeito ainda mais. Na verdade, se eu mover a mobília em uma sala para criar superfícies mais reflexivas, eu quase sempre empurro para os cantos.

O formato da sala de gravação

A forma da sala terá um impacto sobre o som e como você deve configurá-lo para lhe dar o tratamento acústico adequado para o home studio. Se a sala for retangular, coloque os músicos na parede mais comprida. Isso lhe dá mais capacidade de evitar cantos. Os reflexos mais curtos que se desprendem da parede oposta são frequentemente mais gerenciáveis e também musicalmente úteis.

A maneira como os intérpretes se agrupam no espaço de gravação pode ter um grande impacto na minimização do efeito de um ambiente acústico menos otimizado. Se você agrupar os músicos em um formato mais compacto, poderá reduzir o volume geral, então haverá menos energia refletindo nas paredes, pisos e janelas.

DI para certas dificuldades

Estive em situações em que a acústica da sala dificultava a captura de todo o conjunto com boa fidelidade. Uma técnica útil nessas situações é usar direct box DI nas guitarras e no baixo. A modelagem de amplificadores evoluiu para um ponto em que muitas vezes é difícil distingui-la da realidade.

A DI pode ser usada para capturar uma básica ao vivo, e você pode manipular e regravar performances individuais com amplificadores como overdubs. Eu prefiro a última solução na maioria das vezes.

Soluções para problemas intrigantes

A maioria dos estúdios profissionais tem defletores de som ou biombos móveis (gobo). Estes geralmente têm uma superfície refletora dura em um lado e uma superfície absorvente macia no outro. São usados para criar ambientes acústicos em miniatura dentro do espaço maior e fornecer alguma separação entre as fontes. Você pode encontrar instruções sobre como construir um biombo desses com facilidade razoável e pouco dinheiro em vários lugares online.

Eu costumo criar os biombos quando preciso deles. Eu já usei uma diversidade de coisas com bastante sucesso. No meu próprio estúdio eu uso um biombo de três faces para criar uma área vocal, eu o cubro com um cobertor e coloco o microfone na frente do painel central, como mostrado na Figura 2. Isso me dá um ambiente mais seco para gravação e alguma separação das outras fontes de som na sala.

cabine-de-gravacao-de-voz-improvisada-no-home-studio
Figura 2

Funcionam bem como tratamento acústico

Eu uso móveis para criar um defletor entre amplificadores de guitarra em uma tentativa de criar um pouco de isolamento sonoro. Em uma ocasião, encontrei um grande futon revestido de tecido em uma sala e o virei de lado entre os dois amplificadores. Os resultados foram surpreendentemente bons, veja a Figura 3.

isolamento-entre-amplificadores-de-guitarra-com-almofada
Figura 3

O papel do microfone

Quanto mais difícil for o ambiente acústico, mais crítica será a escolha do microfone. É importante ter uma variedade de padrões de captura representados em sua coleção de microfones. Muitos dos microfones condensadores de preço médio vêm com padrões selecionáveis, da omni aberta aos cardioides ajustáveis. Este último rejeita mais som da parte de trás, o que reduz o som reflexivo que é capturado e também pode fornecer mais isolamento de som de fontes de som próximas.

Observe que os ângulos nos quais o vazamento é mais baixo mudam de cardioide para supercardioide, hipercardioide e padrão 8. Todos esses padrões de captação podem ser usados para capturar um bom som em um ambiente com mau tratamento acústico, mas a maneira certa de usá-los é um pouco além do escopo deste artigo.

Microfone no estúdio caseiro

Quando comecei a comprar microfones, eu tinha um orçamento muito limitado. Embora eu cobiçasse muitos microfones diferentes, todos com um caráter único, minha primeira compra foi um AKG 535, um microfone de qualidade para todos os fins com um design simples e um padrão de captação cardioide simples e bastante ajustado. Eu ainda o uso bastante, sempre que preciso atenuar o som que vem da parte de trás do microfone.

Obviamente, o posicionamento do microfone será um fator importante em como a gravação soa, não importa como é a sala. Torna-se mais crítico em uma sala que não tem o tratamento acústico ideal. O isolamento da fonte será sua primeira escolha na luta para manter a má acústica sob controle. Você pode ter menos ganho na entrada e captura mais do instrumento ou da voz que está gravando e menos da acústica da sala. Se estou perto do microfone, geralmente não uso o padrão cardioide no microfone que escolho. Eu não posso enfatizar o suficiente o quão importante é aprender o máximo possível sobre a técnica de microfonar. Você deve praticar muito para dominá-la.

Use o software a seu favor

Engenheiros acústicos geralmente têm ouvidos incríveis. Eles também têm uma série de ferramentas para ajudá-los a analisar o que realmente está acontecendo em um determinado espaço. Você pode querer conhecer algumas dessas ferramentas. Existem muitos pacotes de software que ajudam a descobrir o que está acontecendo dentro do seu estúdio de gravação e mixagem. Em geral, eles são destinados a analisar dados de microfones especiais com respostas super-planas posicionados na sala. (Não importa se eles são um pouco ruidosos desde que sejam planos, estes microfones de medição são geralmente bastante acessíveis).

Compreendendo os desafios sonoros que seu home studio apresenta, existe uma imensidão de informações que você pode encontrar on-line, descrevendo estratégias para solucionar seus problemas específicos. Variam de soluções relativamente simples a outras que exigem algumas habilidades sofisticadas de construção. Empresas como a Primacoustic, a GIK Acoustics e a Auralex oferecem assessoria acústica gratuita, recomendando produtos para tratamento acústico do seu estúdio caseiro.

Uma sala defeituosa

Se você está atrelado uma sala defeituosa e não pode fazer nada antes de gravar, nem tudo está perdido. Alguns fabricantes de software de áudio, como o Waves e o iZotope, possuem pacotes de restauração de som e plug-ins. O melhores deles permitem isolar, analisar e remover com cuidado os sons problemáticos de um arquivo de áudio. Este tipo de software funciona particularmente bem para eliminar sons constantes indesejáveis.

Eu tenho usado esse tipo de ferramentas com bastante frequência, e os resultados podem ser quase milagrosos. Eles são menos úteis para tentar limpar uma sala com muito reverb natural, embora alguns tentem fazê-lo.

Aprenda a usar o que você tem

Meu último conselho é que quando tudo estiver resolvido, e você tenha feito todo o possível para extrair o melhor da sua sala de gravação, transforme o que você tem em virtude. O tratamento acústico para home studio será muito beneficiado se você seguir essas dicas.

Algumas das minhas gravações favoritas quebram todas as “regras” em termos de acústica. Neil Young fez dezenas de gravações em celeiros e casas, precisamente porque não soavam como estúdios. Ouça uma música de Tom Waits do final dos anos 80 em diante. Algumas delas levariam um engenheiro de som à terapia… mas soam bem!

Boa sorte!


Originalmente publicado na revista Músico Pro – Traduzido e publicado por Musicosmos com autorização de ©Music Maker Publications, Inc. – Todos os direitos reservados. All rights reserved. Visit musicopro.com

Visite o artigo original acima

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor escreva seu comentário!
Por favor insira seu nome aqui