A primeira banda!

Ao mesmo tempo que formei uma dupla de violão com meu primo, comecei a ficar fascinado pela história dos Beatles. Na mesma rua em que nasci, em 05/04/64 (dia cheio de tanques na rua por conta do golpe militar que acontecera no mesmo mês), eu tinha dois amigos vizinhos, que começaram a tocar também. Formaríamos uma banda: eu, Saieg e Alonso. O Disritmia, com Marcos na guitarra.

Então, além das aulas com a minha tia, nas quais eu e meu primo Pedro aprendíamos juntos ‒ na rua João Borges, na Gávea ‒, eu também montei uma banda. Ensaiávamos na casa do baterista Saieg, ou na garagem da minha casa. E eu compunha as canções com Alonso, na casa dele. Sim, queríamos ser Lennon & McCartney. Fazíamos nossas próprias canções: “Burguês & Hippye”,  “Sob o Signo da Lua”, etc.

Com meu primo, compus “Anna” (feita pra minha irmã que estava em Londres) e “No Tempo Correr à solta”. Com essas musicas, iríamos parar no programa das tardes semanais da Rede Globo, Globinho, apresentado pela Paula Saldanha. Por indicação de Zuenir Ventura, que nos vira tocar, e lá fomos nós.

Rodrigo-Santos
Rodrigo Santos

Há 36 anos contando a história do pop rock nacional, o baixista e vocalista Rodrigo Santos foi durante 26 anos artista do Barão Vermelho (1991/2017) e também tocou com Lobão, Kid Abelha, Leo Jaime, Miquinhos Amestrados, Os Britos, Blitz e Moska.

Santos está em carreira solo há 11 anos, tendo lançado durante esse tempo solo 7 CDs (6 autorais), 2 DVDs e 1 livro – sua biografia, escrita em parceria com o jornalista Ricardo Puggiali. Na biografia, Santos – além de sua história musical – conta como largou álcool e drogas em 2005 e se tornou coordenador numa clínica entre 2006 e 2009, além de fazer palestras/shows em escolas e faculdades.

Hoje em dia, além de fazer 15 shows solo por mês do DVD "A Festa Rock" e estar lançado seu oitavo disco solo "Desacelerando ( canções simples de uma noite fria)" que já está nas rádios e plataformas digitais, Rodrigo montou outra banda, com o guitarrista inglês Andy Summers (The Police) e o baterista João Barone (Paralamas), chamada Call The Police. Estão rodando o mundo com a tour e Rodrigo canta e toca o baixo em todo o show, com repertório do The Police. Santos também está cantando junto de Leila Pinheiro e Roberto Menescal na tour "Faz Parte do Meu Show - Cazuza em Bossa Nova".  Rodrigo Santos se apresentou solo com muito sucesso nas 4 ultimas edições do Rock In Rio (2011/2013/2015/2017) . Além de ter tocado com Barão na edição de 2001 e com Lobão em 91.

www.rodrigosantos.com.br