Aumenta que isso ai é Rock and Roll! Uma coleção inigualável de riffs arrasadores. Solos rápidos, rasgados e bem construídos. Arranjos num nível bem orquestral. Uma textura de timbre totalmente orgânica de Les Paul. E “Staiway to Heaven” em seu repertório. Uma música  que traz um dos mais transcendentais arranjos do Rock e o solo considerado por muitos como o mais bonito. Veja um documentário sobre Jimmy Page no meu canal do YouTube.

Tudo isso faz de Jimmy Page o grande mestre do Hard Rock. Sua influência no Led Zeppelin vai muito além de ser apenas o guitarrista da banda. Ele foi o idealizador, líder e produtor. Além de dar à banda, sua imagem icônica empunhando uma Les Paul. Algo muito marcante. Se o Led Zeppelin é considerado a maior banda de Hard Rock, o maior responsável é Jimmy Page.

Depois de se tornar um dos maiores guitarristas de estúdio da Inglaterra com apenas 24 anos, e de ter passado por algumas bandas onde ele não poderia ter tanta influência, ele formou a banda com critérios específicos. Quis reunir grandes músicos que fizessem o som que ele imaginava. E a química foi totalmente perfeita.

Led Zeppelin é considerada a maior banda de Hard Rock por causa do seguinte… Em todas as bandas podemos apontar um ou outro músico que se destaca. Mas no Led Zeppelin, acontece algo diferente. Os 4 membros da banda se destacam. São 4 “monstros” em suas funções. E cada um pode ser chamado de “o melhor”, no seu instrumento. Diga-se de passagem que eles foram reunidos por Page. O grande mentor dessa química.

Existe uma poesia sobre a banda que diz: “A química dos quatro é tão poderosa, que traz à tona um quinto elemento”. E realmente, quando ouvimos Led Zeppelin, temos a sensação de que tudo foi misturado numa panela, produzindo um caldo sonoro bem equilibrado e homogêneo. Une-se à Les Paul magistral de Page, a voz visceral de Robert Plant, a bateria pesada de John Bonham e o baixo virtuoso de John Paul Jones.

Tudo isso gerido pelo mestre Jimmy Page. Como produtor, ele foi o responsável pela textura e pela atmosfera de todos os discos. A discografia do Led Zeppelin até hoje, tem espaço em qualquer playlist ou coleção de discos.

O disco “Led Zeppelin IV”, é um dos mais vendidos da história do mercado fonográfico. Led Zeppelin faz parte daquelas coisas na música que nada vai superar.

E ao ouvir as gravações de estúdio, com ouvido de guitarrista, percebemos como as faixas de guitarra foram cuidadosamente elaboradas. Há músicas nas quais ouvimos até 3 faixas diferentes de guitarra, com uma precisão e harmonia cirúrgicas.

Veja um vídeo demonstrativo sobre os arranjos de Page, em meu canal do YouTube.

Por tudo isso, Jimmy Page se torna algo necessário para quem toca guitarra. Ser influenciado por ele ajuda na construção de um bom som de guitarra.

Assim como Hendrix é a maior referência em guitarra, Page é a maior em Hard Rock. E não dá pra gostar de guitarra sem gostar de Rock. Em meu trabalho autoral, percebo muito da influência de Page. É algo intuitivo. Acaba saindo natural. Na textura, nos arranjos e em alguns solos.

Veja meu trabalho autoral no Spotify. Uma mistura de Rock, Blues e Instrumental. Muita influência de Page.

Quando comparamos Led Zeppelin com bandas de Rock atuais, percebemos uma diferença colossal, no que diz respeito a arranjos, textura, virtuosismo e atmosfera. Não se trata de saudosismo. Existem razões factuais para esse abismo. As bandas perderam a influência do Blues, para ter mais nuances do Pop em suas harmonias. Daí  a ausência de guitarristas marcantes e virtuosos. O último foi o Slash. A rapidez que o mercado impõe  e a facilidade que a tecnologia proporciona, também resultou numa produção menos elaborada e orgânica.

O Rock perdeu o status de gênero musical principal da juventude. Temos a música eletrônica ganhando cada vez mais espaço. Entretanto, Led Zeppelin ainda é admirado por milhões de pessoas. Muitas delas nem tocam guitarra. Apenas têm bom ouvido e sensibilidade. E claro, bom gosto… Imagina então como alguém  que toca guitarra, deveria gostar dessa banda. Pois nela está um dos maiores mestres. O grande mestre do Hard Rock!

Foto principal: Andrew Smith [CC BY-SA]

anserson-paiva-a-essencia-da-guitarra
Anderson Paiva

Cantor, compositor, guitarrista, professor de guitarra & violão, colunista de música e produtor de jingles.

Toca guitarra e canta desde os 15 anos de idade. Suas maiores influências sempre foram os grandes mestres da guitarra e as grandes bandas das décadas de 60 e 70.

Toda a influência do Rock Clássico, do Blues e do instrumental, ele trouxe para suas composições, assim como também para seus métodos de ensino.

Participou do Festival de música e ecologia de Ilha Grande em 2019, com a música "É uma ilha, Ilha Grande". (Clipe no canal do YouTube) Composição selecionada entre quase 400 de todo o país para se apresentar ao vivo na categoria "Ecologia".

Ao longo da sua experiência de mais de vinte anos como guitarrista e professor, desenvolveu um método simples e direto de fazer o aluno que já toca guitarra aprimorar a criatividade e o sentimento.

Este método está no curso online 7 Passos para Você Criar Solos Incríveis.

Seu canal no YouTube traz todo um conteúdo aprofundado sobre o universo da guitarra. Com muitos tutoriais, documentários e um curso de guitarra gratuito sobre o estilo do mestre Jimi Hendrix, "Licks Between Chords".

Tem também um trabalho autoral, onde além de compositor, atua também como cantor e guitarrista. Está disponível em todas as plataformas digitais.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor escreva seu comentário!
Por favor insira seu nome aqui