A hora da pestana

As 10 ou 12 aulas de violão que tive me deram base necessária para aprender as primeiras músicas, até chegar à fase da pestana. O Fá e o Si. Ali, quase desisti. Mas insisti por semanas, até o dedo da pestana parar de doer, e o som sair sem abafar as cordas.

Pestana era como fazer um acorde com um dedo (o indicador), pressionando todas as cordas no mesmo traste e os outros dedos fazendo os acordes. Duro de doer. Marcas no dedo, etc. Mas eu queria aprender Let It Be e Hey Jude. E precisava das pestanas. Portanto, depois de conseguir atravessar essa fase nas aulas e chegar a conseguir fazer todos os acordes necessários, comprei as primeiras revistinhas de banca de jornal pra começar a tirar as músicas da época. Nacionais ou internacionais.

Na mesma leva, o meu primeiro violão de aço. Um Del Vechio de 12 cordas. Foi com ele que o folk rock me pegou. Mas o braço do violão era um mundo inexplorado ainda. Eu queria saber mais! E alugava todo e qualquer ser humano que pudesse me ensinar músicas no violão, quando estavam na varanda da minha casa (dos meus pais) na Rua Icatu, em Botafogo, próximo ao Largo dos Leões.

Minha rua era sem saída, e havia um beco onde todos os mais velhos levavam som (anos 70) e fumavam maconha. Eu cresci vendo aquilo. Lá na frente ia dar merda.

Rodrigo-Santos
Rodrigo Santos

Há 36 anos contando a história do pop rock nacional, o baixista e vocalista Rodrigo Santos foi durante 26 anos artista do Barão Vermelho (1991/2017) e também tocou com Lobão, Kid Abelha, Leo Jaime, Miquinhos Amestrados, Os Britos, Blitz e Moska.

Santos está em carreira solo há 11 anos, tendo lançado durante esse tempo solo 7 CDs (6 autorais), 2 DVDs e 1 livro – sua biografia, escrita em parceria com o jornalista Ricardo Puggiali. Na biografia, Santos – além de sua história musical – conta como largou álcool e drogas em 2005 e se tornou coordenador numa clínica entre 2006 e 2009, além de fazer palestras/shows em escolas e faculdades.

Hoje em dia, além de fazer 15 shows solo por mês do DVD "A Festa Rock" e estar lançado seu oitavo disco solo "Desacelerando ( canções simples de uma noite fria)" que já está nas rádios e plataformas digitais, Rodrigo montou outra banda, com o guitarrista inglês Andy Summers (The Police) e o baterista João Barone (Paralamas), chamada Call The Police. Estão rodando o mundo com a tour e Rodrigo canta e toca o baixo em todo o show, com repertório do The Police. Santos também está cantando junto de Leila Pinheiro e Roberto Menescal na tour "Faz Parte do Meu Show - Cazuza em Bossa Nova".  Rodrigo Santos se apresentou solo com muito sucesso nas 4 ultimas edições do Rock In Rio (2011/2013/2015/2017) . Além de ter tocado com Barão na edição de 2001 e com Lobão em 91.

www.rodrigosantos.com.br

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor escreva seu comentário!
Por favor insira seu nome aqui