Review dos pedais de distorção da JOYO

isa-nielsen-e-sua-banda-no-palco
A guitarrista Isa Nielsen com sua banda: Thiago Oliveira, Vando Lucena e Ricardo Hamesh. Foto de Alexandre Fukugava.

Metalhead

pedal-de-distorção-joyo-metalhead
Figura 1

O Metalhead, como o nome já diz, é um pedal de distorção voltado para o Metal, um pedal pequeno e compacto, da linha Iron Series, porém muito potente. Ele tem uma capinha de proteção estilo Flip, que protege os botões de ajuste (figura 1). São quatro botões: High, Medium, Distortion e Volume (figura 2).

A minha dica é usar pouca distorção, que mesmo assim ficará muito potente, diminuir o agudo, e usar um noise gate. No meu caso, uso o Noise Gate da Joyo que é muito simples de usar e eficaz (figura 3). A distorção é perfeita para Heavy, Thrash e Death Metal, é um pedal que vale muito a pena para os fãs do estilo. Além de tudo, economiza espaço no pedalboard e é leve, caso queira levar separado do pedalboard, super prático!

pedal-joyo-da-isa-nielsen
Figura 2: Pedal com a regulagem da Isa Nielsen.
pedaleira-da-isa-nielsen-pedaleira-com-noise-gate-delay-e-boost
Figura 3: Parte da pedaleira da Isa Nielsen com o Noise Gate ao centro
Ouça o MetalHead

Vintage Overdrive

O Vintage Overdrive é um pedal do estilo Tube Screamer. Ele pode ser usado de diversas formas – no meu caso, uso para empurrar a distorção do amplificador. Como funciona? Eu regulo o timbre do amplificador que me agrade, depois deixo o ganho no mínimo (ou zero), o volume no 15min, e o tone depende do amplificador, mas normalmente 50min. Eu sempre imagino dois olhos um pra cada lado e um nariz um pouco torto, rs… (figura 4)

Para outros estilos ele pode ser usado como um leve overdrive, para blues, rock mais leve, entre outros estilos.

pedal-joyo-vintage-overdrive-baseado-no-ibanez-tube-screamer
Figura 4: o Vintage Overdrive da Isa Nielsen, observe a regulagem
Ouça o pedal Joyo ao lado de um Tube Screamer

DR J – Lancelot

O Lancelot é um pedal da linha Dr. J que tem vários recursos e opções. Ele tem a chave seletora Clip, que dá opção de dois timbres diferentes, botão de boost, com a chave seletora de volume ou distorção (figura 5). O timbre dele, na minha opinião, é um drive leve, porém mais pesado que o Vintage Overdrive. Eu usaria como o Vintage, para empurrar a distorção do amplificador, com a vantagem de ter o boost para solo no próprio pedal, além da praticidade, também economiza espaço no pedalboard.

pedal-joyo-lancelot-da-isa-nielsen
Figura 5: o Joyo Lancelot Distortion

Conclusão

São pedais muito diferentes, com timbres e funções diferentes. Pessoalmente, com um bom amplificador, com uma boa distorção, eu usaria o Vintage Overdrive ou Lancelot, já se tiver apenas um amplificador com som limpo, fico com o Metalhead.


Isa-Nielsen
Isa Nielsen

Isa Nielsen nasceu em Herning, na Dinamarca, mas mudou-se para São Paulo ainda criança, onde mora desde então. Aos 14 anos começou a tocar guitarra, e logo montou sua primeira banda. Atualmente Isa Nielsen dá aulas de guitarra e está trabalhando em sua carreira solo.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor escreva seu comentário!
Por favor insira seu nome aqui